Primavera 2016 – Tendência geral para o Brasil

A primavera de 2016 no Hemisfério Sul começa oficialmente em 22 de setembro, às 11h21, pelo horário de Brasília. Esta é talvez uma das estações mais esperadas pela maioria dos brasileiros, pois traz a chuva e o aquecimento do ar mais persistente.

É a chuva da primavera que permite que os agricultores comecem a semeadura da nova safra de verão. Os eventos de chuva volumosa ficam mais frequentes e se espalham pelo país no decorrer da primavera dando início a recuperação dos grandes reservatórios hidrelétricos e de abastecimento do país.

A primavera marca também o crescente aquecimento da atmosfera sobre o Brasil e historicamente é época de extremos de calor. Os meses de outubro e novembro estão entre os mais quentes em grande parte do país. O aumento da temperatura traz também um aquecimento para muitos setores da economia. Mas também é durante a primavera que aumentam os transtornos causados pelos temporais que começam a acontecer com mais frequência.

A primavera de 2016 terá uma condição oceânica global completamente diferente da observada no ano passado. Um forte El Niño influenciou a primavera de 2015 e este ano temos as águas do oceano Pacífico Equatorial central mais frias do que o normal, já evidenciado a tendência de formação do fenômeno La Niña.

primavera-2016

Enquanto o El Niño se caracteriza pelo aquecimento anormal das águas do oceano Pacifico Equatorial, o fenômeno La Niña é o inverso, isto é, a água do mar fica mais fria do que o normal. O esfriamento das águas no Pacífico Equatorial também interfere no padrão da chuva e da temperatura no Brasil e em outras regiões do planeta.

Como esta tendência para a formação de La Niña vai influenciar a chuva e a temperatura na primavera de 2016 no Brasil? Confira a análise do meteorologista Alexandre Nascimento que faz um panorama climático para o Brasil para a primavera.

primavera-brasil

Fonte: Site Climatempo