Restinga de Massambaba

A Restinga de Massambaba, no Estado do Rio de Janeiro, fica a 13 km do centro de Araruama sendo a maior praia de Saquarema e que se estende por 15 km junto à restinga até Arraial do Cabo, contornando a lagoa de Araruama.

Na restinga de Massambaba encontram-se as lagoas de Jaconé Pequena, Vermelha, Pitanguinha, Pernambuca e Azul, além dos Brejos do Pau Fincado, Espinho, Grande e do Mosquito.

Por ser uma praia bem extensa, Massambaba recebe vários nomes nos municípios de Araruama e Saquarema, entre os quais Pernambuca, Vargas, Dentinho, Vilatur e Itaúna.


Loading...

A região de Massambaba é a parte sul da região dos lagos, abrangendo os Balneários de Monte Alto, Figueira e Pernanbuca na cidade de Arraial do Cabo, Praia Seca na cidade de Araruama e Ipitangas e Vilatur em Saquarema.

A região tem enorme potencial turístico por abranger a maior porção de vegetação litorânea preservada no estado do Rio de Janeiro, ser banhada pela praia de Massambaba e pela Lagoa de Araruama, pela proximidade com o Aeroporto Internacional de Cabo Frio e ser a área da região dos lagos de intersecção com a Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

No futuro poderá ser uma das regiões de turismo mais valorizado do Brasil devido aos projetos de resorts a serem instalados na região e a descoberta de poços de petróleo na bacia de Santos (onde está localizada a praia de Massambaba) que já está trazendo recursos dos royalties para a região, podendo constituir no futuro um município de grande força no estado do rio de janeiro e no Brasil.

A vegetação do local tem como seus principais exemplares cactus e gramíneas. A região também é propícia para a formação de salinas.

Em Praia Seca também está localizada a Área de Preservação Ambiental de Massambaba (APA de Massambaba) em função da raridade de espécies vegetais, animais e ambientes ecológicos existentes.

A IMPORTÂNCIA DA RESTINGA

A vegetação de restinga tem o importantíssimo papel de fixar areia e dunas e impedir assim a erosão das nossas praias.

Ela protege as praias e as dunas, pois quando essa vegetação rasteira e arbustiva é retirada o mar entra na praia e avança “comendo” a areia, derrubando tudo o que encontra pela frente, cercas, muros, etc.

A restinga é um ecossistema costeiro que faz parte do Bioma da Floresta Atlântica (ou Mata Atlântica), abrigando até mesmo espécies ameaçadas de extinção. Contém várias plantas que são utilizadas pelo homem na alimentação, medicina e ornamentação.

A crença de que ela se refaz rapidamente é errada. Trata-se de um ecossistema muito complexo e delicado, que não se recompõe facilmente e muitas vezes nunca mais volta: fica apenas aquele capinzinho.

Para o Projeto Amiga Tartaruga, a vegetação de restinga nas praias é importantíssima, pois 80% dos ninhos de tartarugas marinhas na Costa do Descobrimento, são encontrados bem no meio da salsa. As tartarugas preferem desovar lá, porque os ninhos ficam mais protegidos da ação de ondas e marés.

Fonte: www.institutorioitariri.com.br