O verão esta aí e com ele as famosas chuvas típicas da estação, mas qual o maior perigo desta junção, calor e chuva?

Esta é a condição perfeita para que o mosquito Aedes aegypti se prolifere, pois aumenta o número de reservatórios potenciais para o mosquito colocar seus ovos. Sendo que cada fêmea é capaz de botar até 100 ovos por vez, e ela faz isso a cada cinco dias.

E como todos já sabem o Aedes aegypti é o grande vilão que transmite a dengue, chikungunya e zika – esta última ligada a casos de microcefalia que pode levar a morte.

A melhor maneira de combater as doenças é impedir a reprodução do mosquito então confira as melhores formas de proteção.

Evite o acúmulo de água

O Aedes aegytpi coloca seus ovos em água limpa mesmo não sendo potável. Por isso, jogue fora pneus velhos, vire garrafas com a boca para baixo e, caso seu quintal seja propenso à formação de poças, realize a drenagem do terreno. Não se esqueça também de lavar a vasilha de água do seu bicho de estimação regularmente e manter fechadas tampas de caixas d’água e cisternas.

Use repelente e armadilhas

O uso de repelentes, principalmente em viagens ou em locais com muitos mosquitos, é um método eficaz para se proteger contra a dengue. Recomenda-se, porém, o uso de produtos industrializados. Uma pesquisa realizada pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) revelou que repelentes caseiros, como andiroba, cravo-da-índia, citronela e óleo de soja, não possuem grau de repelência forte o suficiente para manter o mosquito longe por muito tempo. Mas eles podem ser usados junto com o industrializado, uma vez que o cheiro forte pode gerar confusão de odores no Aedes aegypti, que é atraído pelo gás carbônico e pela amônia liberada pelo nosso organismo.

Outra forma de prevenção é a utilização de armadilhas no ambiente que capturam os mosquitos evitando o contato direto.

Coloque areia nos vasos de plantas

O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Há três alternativas: eliminar esse prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia. A areia conserva a umidade e ao mesmo tempo evita que o prato se torne um criadouro de mosquitos.

Utilize desinfetante nos ralos

Ralos pequenos de cozinhas e banheiros raramente se tornam foco de dengue devido ao constante uso de produtos químicos, como xampu, sabão e água sanitária. Entretanto, alguns ralos são rasos e conservam água estagnada em seu interior. Nesse caso, o ideal é que ele seja fechado com uma tela ou que seja higienizado com desinfetante regularmente.

Limpe as calhas

Pesquisas realizadas em campo mostram que os grandes reservatórios, como caixas d’água, são os criadouros mais produtivos de dengue, mas as larvas do mosquito podem ser encontradas em pequenas quantidades de água também. Para evitar até essas pequenas poças, calhas e canos devem ser checados todos os meses, pois um leve entupimento pode criar reservatórios ideais para o desenvolvimento do Aedes aegypti.

Coloque tela nas janelas

Embora não seja tão importante, colocar telas em portas e janelas pode ajudar a proteger sua família contra o mosquito da dengue.

Lago caseiro e aquário

Assim como as piscinas, a possibilidade de laguinhos caseiros e aquários se tornarem foco de dengue deixou muitas pessoas preocupadas, no entanto, peixes são grandes predadores de formas aquáticas de mosquitos. O cuidado maior deve ser dado, portanto, às piscinas que não são limpas com frequência.